quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Direto do DF Diga How e Radicais Livres





Os Parceiros Magu (Diga How) e Vinicius (Radicais Livres) vieram direto do DF acompanhados pela produtora Cultural Alânia ( Macambira) para dar um rolê em SP, afim de conhecer iniciativas culturais desenvolvidas por diversos coletivos das periferias da cidade. E para felicidade de todos resolveram passar pelo espaço Proibido Estacionar onde acontecem as oficinas de MC do projeto Rua das Rimas.
Em um clima descontraído bateram um papo com os/as participantes das oficinas, momento em que falaram da cena cultural de Brasília, recitaram poesias e   acompanharam o processo de desenvolvimento dos educandos/as.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Resgate Histórico na Biblioteca Dona Nélida




No dia 15 de Setembro, o Coletivo Fora de Frequência esteve na Biblioteca Popular Dona Nélida situada na cidade de Itaquaciara ministrando uma oficina de Resgate Histórico da Cultura Hip Hop. A oficina contou com a presença de um público variado e foi ministrada para crianças, adolescentes, jovens e adultos o que se demonstrou um desafio interessante.
No primeiro momento contamos com a presença maior de crianças e adolescentes. Mas, com o aprofundamento das questões e conteúdo os jovens e adultos se aproximaram colaborando e enriquecendo ainda mais o debate com suas colocações e diferentes pontos de vista.
O encontro foi encerrado ao ar livre com Alanshark improvisando na rima e Alessandra recitando uma poesia para todos(as) os(as) presentes.


 

 




terça-feira, 25 de setembro de 2012

Show na Festa de Encerramento do Hip Hop Conectando Quebradas



No Domingo, 23/09, aconteceu, com a praça cheia e a grande estilo, a festa de encerramento do edital Hip Hop Conectando Quebradas promovido pela Produtora A Banca
A banda Maracatômico abriu a festa apresentando sua boa música pesada e cheia de misturas seguida pela apresentação da Molecada MC's (educandos[as] do Rua das Rimas). Os(As) educandos(as) do projeto Rua Das Rimas subiram ao palco pela primeira vez neste evento. Apesar da pouca idade, pouco tempo de ensaio e inexperiência as pequenas e pequenos não se intimidaram e representaram na rima se saindo muito bem.
Ao cair da noite vieram os manos do Rimaístas com suas rimas articuladas, e logo em seguida, a festa contou com a boa performance de RD Drama (Pelo$erto).
O Fora de Frequência teve o prazer, e a responsa, de subir ao palco e anteceder a apresentação do Dexter contagiando e aquecendo o público presente com sua performance enérgica, e musicalidade eclética, com praça cheia, antes do grand finale.

Ouçam e baixem algumas músicas do novo disco do Fora de Frequência que vem por aí ...






quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Retomada do Cine Travessura



A retomada do Cine Travessura do Coletivo Fora de Frequência no espaço Proibido Estacionar, no dia 15/09, foi ,marcada por uma sessão infanto-juvenil com a exibição de um longa metragem de animação que fala sobre a destruição da natureza movida pela ganância das pessoas e pelos avanços do capitalismo que no filme acaba por causar seu fim. E questiona sobre a importância que as pessoas dão referente sua preservação e o quanto podem ser alienadas a acreditar que tudo esta bem. 
Pipocas e “refri” foram servidos um pouco antes  para dar o clima . Ainda durante o filme as crianças começaram a questionar sobre as atitudes do personagem, que movido pela ganância sem se dar conta se deixa corromper e acaba derrubando todas as arvores destruindo a natureza, fazendo comparações com as indústrias que poluem o ar e os rios, e com nossas próprias atitudes ao consumirmos muitas coisas sem nos preocupar com seu descarte, além dos efeitos que o desmatamento e o aumento do concreto e asfalto nas cidades trazem para o desaparecimento dos animais e para nossa saúde, ou melhor, para o aumento de nossas doenças. 
A troca de ideias foi muito bacana e rolou ate o fim do filme, intercalado pelas gargalhadas que o mesmo proporcionou.
O Cine foi da hora e já há data para a próxima sessão que será dia 29/09 as 18h30 com filme escolhido por eles próprios, que também fala sobre a intervenção do homem na natureza, mas tratando de outras consequências.


                   







segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Vida Na Quebrada (Molecada MCs) - Primeira Música Gravada Pelos/as Educandos/as do Projeto Rua das Rimas


Depois de um longo processo de construção, reflexão, lapidação e ensaio, os educando/as do projeto Rua das Rimas gravaram a primeira música batizada por eles/as de "Vida na Quebrada", RAP onde descreveram um pouco da realidade em que vivem.

       Imagens do processo das oficinas abaixo

terça-feira, 24 de julho de 2012

Fora de Frequência na TVT





A convite da TVT o Coletivo Fora de Frequência enviou algumas imagens em vídeo com uma breve síntese de algumas de suas atividades. A edição da breve entrevista é da TVT, a trilha sonora foi sugerida pelo Fora de Frequência e é de autoria do mesmo.
As imagens mostram intervenções dos artistas de rua Grego, Rafael Patrese, e Thiago Bender ocorridas durante o evento de abertura dos projetos Rua D'Arte (Coletivo Fora de Frequência) e Hip Hop Conectando Quebradas ( Centro Maria Mariá e A Banca) em Agosto de 2011. É possível ver também, educandos das oficinas de MC, ministradas por Alanshark, improvisando na rima e no Beat Box durante o mesmo evento. Além de trechos de algumas oficinas de Graffiti do projeto Rua D'Arte e apresentação musical.



domingo, 17 de junho de 2012

Rua D'arte Vai ao CICAS



foto: JuninhoSendro
No dia 16/06, os artistas/educadores do Coletivo Fora de Frequência foram ao CICAS para ministrar mais uma das oficinas do projeto Rua D'Arte.
Os educadores iniciaram a oficina procurando instigar reflexões sobre o espaço explicando que o ato de intervir não é só pintar paredes. Mas tecer diálogos e relações entre os espaços urbanos e as pessoas a partir do ato artístico, significando e re-significando a cidade e seus espaços. Logo em seguida, foram apresentados aos educandos o estêncil com a explicação e contextualização de seu uso e funcionamento. Depois disso, partimos para a prática com os educandos intervindo e recebendo orientações técnicas sobre o uso do spray, quando  usar mais ou menos pressão, os tipos de caps (pinos) e suas funções.




terça-feira, 15 de maio de 2012

Encontro Macro Sudeste - RECID / Duelo de MC's / 4º Encontro dos Movimentos Sociais de MG



De 26 a 29/04 o Coletivo Fora de Frequência juntamente com as organizações Centro Maria Mariá, Circulo Palmarino (movimento), Bloco do Beco, Casa Lilith, A Banca, ACG, Aparelho Coletivo e MTD (movimento) que compõem a RECID - SP atualmente, estiveram reunidos com as Redes de MG, ES e RJ em BH no encontro macro sudeste, para passar por um processo de formação, avaliação, planejamento e deliberações sobre ações que foram e que serão desenvolvidas na macro região.

Em uma das noites do encontro os/as educadores/as do movimento Hip Hop e simpatizantes foram até o centro de BH para conhecerem o Duelo de MC's evento realizado toda sexta feira em baixo do viaduto Santa Tereza. E o que se vê por lá, chega a lembrar o início do movimento no Brasil nos tempos da São Bento em SP. O evento estava lotado e todos/as transbordavam energia positiva (pena não termos fotos deste momento tão especial).

A participação da Recid Sudeste na noite cultural do 4º encontro dos Movimentos Sociais de MG foi outro momento marcante do encontro. Para a felicidade de todos/as, novamente, o Hip Hop estava presente em peso na confraternização representado por Dj's e Mc's mandando em suas musicas mensagens cheias de protesto cumprindo seu papel social contra um sistema opressor que planta desigualdade.

Os MC's Rodrigo (Anexo Vertbal / Circulo Palmarino), Alanshark (Fora de Frequência) e Gás-pa (Coletivo de Hip Hop Luta Armada / O Levante) se apresentaram no evento.



                                                                     



segunda-feira, 30 de abril de 2012

Saída Cultural: Crianças e Adolescentes do Jd. Ibirapuera visitam o Beco do Batman



Depois da enriquecedora experiência de promover, a crianças e adolescentes da região do Jd. Ângela,  visitas a espaços urbanos que receberam e/ou recebem intervenções artísticas. A proposta é retomada em 2012. E no mês de Abril, crianças e adolescentes do Jd. Ibirapuera zona sul de São Paulo foram ao Beco do Batman na Vila Madalena, um dos pontos referenciais do graffiti brasileiro em São Paulo. Em saída cultural promovida pela parceria entre a Associação Bloco do Beco e o Coletivo Fora de Frequência.
A proposta de saídas culturais para apreciação, contextualização e reflexão a partir do contato direto com a cidade e a arte de rua, nasce como parte das oficinas culturais do projeto Rua D'Arte idealizado pelo Coletivo Fora de Frequência. 
De volta ao Beco do Batman, diante de um acervo tão rico e diversificado com vários artistas, vertentes e estilos da arte de rua os(as) educadores(as) procuram instigar o olhar através de problematizações diante de cada mural. O que possibilita aos(as) educandos(as) identificarem similaridades e diferenças entre artistas, suas propostas estéticas e vertentes. Impressionados com tudo que viram, depois de pouco tempo os(as) educandos(as) já conseguiam identificar o estilo estético de cada artista.
Após uma pequena parada para o lanche o grupo deixou o Beco do Batman em direção ao Beco do Aprendiz aproveitando a proximidade entre um e outro para enriquecer ainda mais o passeio.
Ao final do passeio, após tanta caminhada os(as) educandos(as) se demonstravam cansados, mas satisfeitos com a vivência.











Rua das Rimas - O início



1º momento - O educador/MC Alanshark introduz falando de como será o processo das atividades, em seguida socializa com os/as educandos/as métodos simples de composição, demonstrando e detalhando estruturas básicas de rimas e estrofes, com o objetivo de contribuir no entendimento das crianças, para que elas construam de forma processual as próprias letras/Poesias.

2º momento - O educador parte para provocação fazendo indagações para os/as participantes sobre a realidade em que estão inseridos/as (o que gostam o que não gostam do bairro onde moram). A partir do diálogo, o MC elenca palavras geradoras e começa a fomentar reflexões sobre a realidade. Nesse momento surgem questões relacionadas a escola, como por exemplo a seguinte fala significativa: "Qualquer coisa que acontece o professor fala que foi eu e me manda pra diretoria".

3º momento - Depois da roda de conversa os/as educandos com o auxílio do educador iniciam o processo de construção da primeira letra/Poesia do grupo, refletindo (em grupo) de maneira poética sobre o que foi "discutido". Em seguida as crianças começam o processo de musicalização dos primeiros refrões da turma.

                                Sobre microfone
Visita ao homestudio

 Identificação de palavras geradoras 
Estudo da realidade / Composição


                        Ensaio / Musicalização

Ensaio / Musicalização
Ensaio / Musicalização


domingo, 22 de abril de 2012

quarta-feira, 18 de abril de 2012

RUA DAS RIMAS




Dia 07/04 aconteceu a festa de abertura do Projeto Rua das Rimas, o evento começou as 14:00 com  discotecagem dos Djs V-Rap e Rebeldia, tocando pedradas do Rap nacional, do Soul e do Funk, repertório que diga-se de passagem contagiou o público presente.

Interagindo com a discotecagem os educadores Anderson Benelli e André Luis entraram em ação com a oficina de Graffiti (Rua D’arte), trabalhando com as crianças técnicas de Stencil e intervenção livre na rua.


           Em seguida crianças e jovens participaram da oficina de Dj que teve como ministrante DJ V-Rap que explicou fundamentos e técnicas do elemento dialogando com a prática 
nos toca discos. Em uma de suas falas o Dj deu ênfase sobre a importância da mulher  dentro do movimento Hip Hop, o que chamou a atenção das meninas e meninos que participaram do evento.


Fechando as oficinas culturais Alanshark ministrou oficina de MC (elemento a ser aprofundado dentro do projeto Rua das Rimas) na qual fez um rápido resgate histórico até os dias atuais, dando ênfase na diversidade dos MCs que estão em atividade. Nesse momento foi demonstrado na prática toda essa riqueza a partir das apresentações dos MCs: Diel, Kbça, Americano e Vinicius Schwanbah.

Após cada sessão de rimas era chamada a atenção para as características de cada um deixando evidente as diferenças entre o estilo de cada MC e
enfatizando a importância desse avanço dentro da música RAP.



A noite caiu e o evento esquentou com intervenções musicais dos gupos: Idioma e Fora de Frequência, seguidos dos MCs  Diel (Rimaistas) e Kbça que mostraram parte da identidade do bom RAP produzido na região do Jd Ângela.


Pra fechar a festa em grande estilo e trazer a tona a importância política do Hip Hop, rolou cinema na rua com exibição do documentário Nos Tempos da São Bento, doc que busca a memória coletiva do movimento. Entrevistando fundadores do Hip Hop no Brasil, o filme enfatiza a importância de não se deixar perder na história fatos e sujeitos.

Durante o filme surgiram alguns comentários entusiasmados e cheios de reflexões, o que só fortalece a convicção de que precisamos escrever nossa própria história para que ela seja transmitida de forma verdadeira e transparente, evitando assim, que a mesma seja manipulada ou até mesmo apagada.

Coletivo Fora de Frequência (Anderson Benelli, Pezão, Luciana de Jesus, Vinicius, DJ Rebeldia, Alanshark, André Luis) agradece Todas e Todos que trincaram na missão!